Juiz absolve professoras que colocaram sacos de lixo na cabeça de alunos

31
Foto: reprodução

O juiz Alexandre Semedo de Oliveira, da 1ª Vara Criminal do Fórum de Franca (SP), absolveu as duas professoras acusadas de tortura e maus-tratos por terem colocado sacos de lixo na cabeça de alunos em uma creche municipal de Restinga, no interior de São Paulo.

Na avaliação do magistrado, faltou intensidade no sofrimento causado nas vítimas, e as agressões teriam ocorrido poucas vezes.

Semedo argumentou, também, que as mulheres sabiam que eram filmadas pelas câmeras de segurança, e, portanto, seria improvável que torturassem os alunos.

O caso aconteceu em 2017. Câmeras de segurança instaladas na sala de aula registraram a cena: as imagens mostram as duas mulheres colocando os sacos de lixo na cabeça das crianças como forma de castigo.

À época, os pais dos alunos denunciaram o crime. Após a investigação da polícia, as professoras foram acusadas de maus-tratos e tortura.

As duas foram inocentadas das acusações de tortura, omissão e corrupção de menores, já que uma estagiária adolescente também participou da ação.

*R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui