‘Vou usar o meu mandato e o meu partido, que é o maior do País, em defesa da Zona Franca de Manaus’, diz Alfredo Nascimento

22
Divulgação

O candidato a deputado federal pelo Partido Liberal (PL), Alfredo Nascimento, e o candidato ao senado, também pelo PL, Coronel Menezes, visitaram na manhã desta quarta-feira, 21/9, as instalações da Moto Honda da Amazônia, uma das gigantes do Polo Industrial de Manaus (PIM). Na ocasião, os candidatos reafirmaram o compromisso em defender a Zona Franca de Manaus.

Nesta quinta-feira, Alfredo Nascimento e o Coronel Menezes estarão acompanhando a visita do presidente da República e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro a Manaus. Bolsonaro participa do encerramento de um seminário, no Centro de Convenções Vasco Vasques, bairro Flores, Zona Centro-Sul. Na sequência, segue para o Espaço Via Torres, na rua Visconde de Porto Seguro, também no bairro Flores, onde realizará um comício. A concentração de apoiadores, no Via Torres, terá início a partir das 14h30.

Compromisso

Alfredo Nascimento tem uma longa história em defesa do PIM. Ele foi superintendente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) no início da década de 1990. “Estou aqui na Honda, uma das maiores fábricas do Distrito Industrial. Estou aqui com o meu amigo Luiz Carlos de Freitas (do setor de pintura da fábrica), e vou usar o meu mandato e o meu partido, que é o maior do País, em defesa da Zona Franca de Manaus. Este é um modelo intocável, um modelo gerador de empregos, um modelo que ajuda a manter a nossa floresta em pé, e esse projeto tem que ser continuado”, afirmou o candidato a deputado federal.

Candidato ao senado pelo Partido Liberal, Coronel Menezes, que também esteve à frente da Suframa, e defendeu o modelo. “Essa visita aqui na Honda é muito importante porque, hoje, o Polo Industrial de Manaus é campeão de duas rodas. Um polo que se destaca e que, graças a Deus, tem um crescimento contínuo e isso é muito bom para nós. A expectativa deste ano para o setor é a melhor possível. Vai bater o recorde de produção do que foi registrado no ano passado”, projetou Menezes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui